Sistemas de Irrigação

No Brasil, a irrigação de pastagens não tem sido feita de maneira adequada, levando aplicações excessivas de água no solo, resultando em prejuízos ao ambiente, consumo desnecessário de energia elétrica e de água, perda de nutrientes por lixiviação e maior compactação do solo, perfazendo uma menor produção e vida útil da pastagem. Fonte: UFV (Universidade Federal de Viçosa)/2010.

O que é Irrigação de Pastagem?

É a distribuição de água de maneira artificial em pastagens (imitando a chuva), que possibilita garantia de produção, sem a interferência de veranicos, elevando desta maneira a produtividade e a rentabilidade da propriedade rural e da produção leiteira, através a reposição de água no solo, suprindo assim o déficit hídrico das pastagens.

Irrigação de Pastagem

A irrigação deve ser projetada tanto no âmbito da engenharia hidráulica como especialmente na engenharia agronômica, a qual deverá ser contemplada não apenas por um dimensionamento hidráulico, mas também por diversas variáveis como por exemplo sistema de piqueteamento e rotação de pastagem, fertirrigação com capacidade de reposição de nutrientes extraídos pelas plantas forrageiras, formato de piquetes não ultrapassando a regra de 3:1 do comprimento dos seus lados, e finalmente ajuste na taxa de lotação para não ocorrer tanto o sub como o super pastejo, e muito menos aplicações excessivas e deficitárias de água nas pastagens.

Sistemas de Irrigação projetados apenas no âmbito da engenharia hidráulica, acaba por ocasionar problemas sérios no que diz respeito do manejo agronômico, como por exemplo forma de piquetes, falta de adubações, aplicações hídricas excessivas, falha no pastejo em sub e super pastejo, ocasionando consequentemente baixos índices de resultados econômicos, como baixa produção de matéria seca, baixa qualidade nutricional, baixa taxa de lotação, baixo ganho de peso diário.

Irrigação é uma tecnologia antiga, porém de difusão e utilização relativamente nova e em expansão, contudo é comum verificar a oferta de Sistemas de Irrigação por diversas empresas comerciais (Materiais de Construção, Agropecuárias e Veterinárias... etc), que não possuem qualificação técnica completa, afim de garantir ao produtor rural uma produtividade satisfatória.

Contudo, a AGRONERI, vem crescendo a cada ano ganhando mercado com muita credibilidade, atuando em oito estados Brasileiros ( MG, MS, MT, PR, BA, TO, RO e PA), devido a forma técnica que dimensiona cada projeto de Irrigação de pastagem, reduzindo assim os custos de implantação de cada sistema e viabilizando a tecnologia ao produtor rural, com elevados índices de produtividades.

Viabilidade econômica de irrigação em pastagem

O retorno econômico da Irrigação em Pastagem manejada adequadamente encontra-se na ordem de 6,97% (ao mês) e 83,64% (ao ano), configurando uma capacidade de liquidação do investimento de 01 a 02 anos, após o inicio do pastoreio, lembrando que irá depender da Genética do Rebanho, e dos Manejos da Irrigação e da Pastagem para alcançar essa taxa de retorno, conforme dados coletados e observados em nossos clientes.


Projetos